7 livros que todos os fãs de música deviam ler.

Decidimos assinalar o Dia Mundial do Livro, destacando 7 livros que todos os fãs de música, ou seja, livros que todos nerds de música deviam ler.

São eles: “Our Band Could Be Your Life: Scenes from the American Indie Underground”, “Stoned” “Rip It Up And Start Again”, “Kill Your Friends”, “How Music Got Free”, “Personal Stereo” e “The Autobiography of Gucci Mane”.

“Our Band Could Be Your Life: Scenes from the American Indie Underground”: Escrito por Michael Azerrad e publicado em 2001, é um livro que acompanha o sucesso da carreira de 13 bandas underground entre elas estão nomes como Sonic Youth, Mudhoney ou até mesmo os Dinausaur Jr.

“Stoned”: Foi escrito pelo manager e produtor dos Rolling Stones, nos anos 60. É uma autobiografia, publicada em 1998, onde se fala sobre o nascimento de uma das maiores bandas do mundo e a chegada ao estrelato.

“Rit It Up And Start Again”: Nem sempre as coisas correm na perfeição e o Punk é uma prova disso. Simon Reynolds escreveu tud

o sobre a história do género e o movimento que veio a seguir e dura até hoje.

“Kill Your Friends”: Para fãs de comédia, John Niven escreveu este livro para explicar de uma forma engraçada o movimento Britpop, indo dos êxitos como Blur, Oasis até aos Arctic Monkeys.

“How Music Got Free”: Era necessário existir livro que falasse sobre o maior movimento pirata da história, os maiores profissionais da indústria e a invenção do MP3. É impossível negar que vivemos numa época onde existem menos pessoas a comprarem música. Em vez de ficares ofendido tenta perceber o avanço da tecnologia, o que levou a humanidade a este ponto.

“Personal Stereo”: O Walkman revolucionou o mundo da música e até hoje, a forma em que a consumimos foi influenciada devido a estes pequenos aparelhos electrónicos. Num livro, publicado em Setembro de 2017, Rebeca Tuhus-Dubrow faz-nos viajar até ao nascimento do dispositivo, explorando as batalhas legais que a Sony teve de enfrentar, aprofundado um dos maiores sucessos do Japão, na vida pós-guerra.

“The Autobiography of Gucci Mane”: Gucci Mane é um dos maiores sucessos do mundo Hip Hop, foi solto da prisão em 2016, há quem diga que é um dos pioneiros do movimento Trap e isso dá-lhe um certo estatuto. Apesar de tudo não é um campeão de vendas de discos e é esse fenómeno que Neil Martinez-Belkin e o rapper tentam explicar nesta autobiografia composta por 270 páginas.

Através de uma pesquisa no Google podes encontrar os livros.

 

Equipa

Deixar uma resposta