Pitchfork Music Festival 2016: Tu não sabes quem são, mas eu vi-os em Paris;

img_1096

O Pitchfork Music Festival é conhecido por ser composto não só por artistas bastante conhecidos do panorama musical mundial mas também por colocar no seu cartaz bandas que, muito provavelmente, irão explodir num futuro próximo.

Durante a nossa passagem pelo festival vimos coisas muito boas e decidimos partilhar algumas delas.

1 – Cherry Glazerr;

Apesar dos Cherry Glazerr não terem nascido agora a formação está completamente renovada, apenas Clem Creevy manteve-se na banda, todos os restantes elementos são novos. Apesar disso, a essência continua presente e o seu espectáculo no Pitchfork Avant-Garde foi uma das melhores coisas que assisti durante a semana. Vocês já imaginaram o que é estarem com 100 pessoas numa cave, a miúdas giras com ar de modelos a fazerem o mosh e uma banda a cantar sobre tostas de queijo? Pois, foi isto que aconteceu.

IMG_0490

 

2 – Bonzai;

Quando soube que ia ao Pitchfork decidi investigar ainda mais o cartaz e descobri a Bonzai. Uma artista jovem que quando se ouve a sua música percebe-se logo de onde vem. Dos súburbios de Londres, onde é “atacada” por todo aquele multiculturalismo a sua música é uma fusão de Afro-House com Hip Hop Londrino. Altamente recomendado!

Bonzai

 

3 – Loyle Carner;

Também de Londres vem Loyle Carner. Há uns tempos, já o tínhamos destacado aqui na Buzz TV por ter criado uma escola de culinária para jovens com défice de atenção – sabe tudo aqui – mas no Pitchfork Avant-Garde veio apresentar-nos o que sabe fazer melhor que é música. Em poucos mais de 45min, apresentou-nos alguns temas do seu EP e mostrou porque é que com apenas 21 anos já tocou no Glastonbury e esteve presente nas digressões de NAS ou Joey Bada$$.

Loyle Carner

 

4 – Frances;

“Wow! Mas que vozeirão.” e mais não digo!

Francis

 

5 – Joey Purp;

Joey Purp vem da nova “terra de ouro” do Hip Hop, Chicago! É um amigo e companheiro de longa data de nomes conhecidos no panorama do hip hop, Vic Mensa e Chance The Rapper. Agora aventura-se a solo por este mundo e o concerto no Pitchfork Music Festival estava inserido na sua primeira digressão europeia, ainda está “um pouco cru” mas vê-se potencial. Um talento a seguir.

Joey Purp

 

Texto e Fotos: Fábio Lopes;

António Almeida

Deixar uma resposta