#ThrowbackThursday: iPod Nano (2007).

Esta semana no TBT, não vamos falar em discos ou bandas ou concertos mas sim de um produto. Ora, quase toda a gente teve um leitor de Mp3, uns mais “ranhosos” e baratos e outros tinham iPod’s. Até à chegada dos Touch, ter um iPod e um “Flip phone” era a melhor cena que havia. Os 16GB disponíveis parecia que davam para toda a música do mundo, sem nunca repetir e isso era a maravilha do produto.

O iPod foi lançado em 2001 mas a 5º Geração do iPod Nano saiu em 2009 e foi um dos meus dispositivos preferidos. O leitor de mp3 da Apple surgiu como um complemento ao iTunes, a revolucionária loja online de música.

Em Portugal eram raras as pessoas que realmente usavam o iTunes como plataforma de compra de música. Naquele tempo o iTunes era usado para passar os discos “sacados” da net para o iPod (e em alguns casos para pôr cabulas para os exames – Se não sabem como fazer, ignorem que disse isto). Eu só comecei a usar o iTunes com uma conta a sério quando tive o meu primeiro iPhone, até lá não fazia sentido. Mas apesar de eu não explorar as funcionalidades todas tinha algo que adorava, podia procurar as capas dos álbuns automaticamente (isto para quem gostava de ter as informações das musicas todas certinhas era muito importante).

Ah, e tinha jogos e uma camera! Pelo menos aquela versão tinha. Eram jogos simples como o solitário e uma camera que só dava para filmar (nunca percebi isso), mas tinha efeitos (como na camera do Mac) e entretinha-me a brincar com aquilo durante um pouco.

Este texto não foi escrito a ouvir musica no meu antigo iPod, até porque não o tenho comigo, mas a ouvir a musica que lá estava (pois criei uma playlist no Spotify com as musicas que lá tinha). E foi também a pensar nele, em todas as vezes que me salvou do tédio… (Ouve a playlist aqui).

Texto: António Almeida

António Almeida

Deixar uma resposta