#2 “Serviço Público”: Vodafone Mexefest 2015

A cada dia se aproxima o início do festival “Vodafone Mexefest 2015” e as razões para ires continuam a aumentar.

Desta forma, apresento-te os meus motivos para ser impossível perder este festival. Benjamin Clementine, Roots Manuva e o Tanque, novo palco do festival.

Benjamin Clementine

Directamente de Londres para o palco do Coliseu dos Recreios, com uma voz completamente abençoada pelos Deuses, Benjamin Clementine apresenta-se com o seu primeiro álbum “At Least for Now”,lançado ainda este ano, depois do sucesso do EP,”Cornerstone”.Com uma mistura que tem tanto de estranho como de mágico, de soulmúsica clássica, jazz e gospel, Benjamin vai conquistando seguidores, ouvintes e comparações com ícones da música como Nina Simone. Com influências que vão desde Charles Aznavour a David Bowieconquistou Paul McCartney no programa de musica da BBC 2 ,”Later… with Jools Holland” e aposto que vai conquistar o leitor também.

Roots Manuva

Também da capital londrina, vem outra das grandes atracções do festival.Depois de no ano passado, o festival ter brindado o público com a actuação do rapper Pharoahe Monch,a marca do Hip Hop tinha que ser mantida e respeitada e para isso nada melhor do que uma das maiores referências do hip hop mundial, Roots Manuva. Um veterano, uma raposa da música, com um currículo invejável – colaborações com Gorillaz, The Macabees ou Leftfield e oito álbuns de estúdio editados, quatro EP’s e mais de três dezenas de participações noutros temas. Uma estreia absoluta em Portugal, promovida pelo Vodafone Mexefest, proporcionando uma experiência que de outra maneira seria dificilmente alcançada. A não perder, na Estação Vodafone.FM (Estação Ferroviária do Rossio).

 Tanque

Para muitos este espaço era totalmente desconhecido, mas o Mexefest decidiu inovar e aproveitar a requalificação da piscina do Ateneu Comercial de Lisboa, para inserir um palco para a edição do festival deste ano. Após umas belas obras, esta piscina semi olímpica está mais que preparada para uma grande onda. Neste palco irão passar nomes como Da Chick, Peaches e o projecto Meu Kamba. Num espaço bastante alternativo, ninguém vai ficar parado ao som destes meninos. Mais uma grande experiência que não podem certamente perder.

p

Por: João Rodrigo

João Rodrigo

Deixar uma resposta