M.I.A diz que a sua editora a proibiu de lançar um vídeo porque a acusam de apropriação cultural.

M.I.A

Há uma nova controvérsia com M.I.A, a artista resolveu partilhar algumas informações com os seus seguidores através da sua conta no Twitter.

Segundo a artista, a sua editora recusou-se a lançar o seu mais recente vídeo porque a acusam de apropriação cultural. Não existem muitos detalhes sobre o que se tem passado porque tudo o que sabemos tomámos conhecimento através dos tweets da artista, mas aparentemente M.I.A, gravou um vídeo, na Costa do Marfim, que conta com a participação especial de um dançarino que a autora de Paper Planes classifica como “um dos melhores do mundo” e que demorou 2 anos para o conseguir encontrar. No entanto, o vídeo foi considerado ofensivo e que a artista natural do Sri-Lanka estaria a aproveitar-se de outra cultura.

Considerando que o video ainda não foi lançado, e possivelmente, nunca irá ser, é impossível saber o porquê que a editora está a ser extremamente cautelosa e se o vídeo, realmente, ultrapassa todas as linhas. É de recordar que “Bad Girls”, outro vídeo de M.I.A, já foi acusado por muitos de apropriação cultural, dizendo que a artista se estava a aproveitar da cultura Árabe para enaltecer a figura feminina. Certamente uma história que vamos querer acompanhar.

Equipa

Deixar uma resposta