Vodafone Mexefest – O que não podes perder.

O Vodafone Mexefest aproxima-se da Avenida a passos largos. Um dos festivais mais inovadores da capital está de regresso no final deste mês e aqui na Buzz TV vamos apresentar alguns dos nomes que não vais querer perder. Perguntamos a alguns dos nossos colegas quais os nomes que mais querem ver e compilamos tudo neste conjunto de artigos.

Na primeira semana os destaques vão para Georgia, The Parrots e o novo espaço do festival, o Black Room.

Georgia

Georgia Barnesé, ou só Georgia para os amigos, é o nome de um dos mais recentes achados vindo do UK. Ela é Multi-instrumentista, cantora, produtora, compositora, mas acima de tudo é criativa. O seu primeiro álbum, homónimo, junta um misto de punk, grime, dub e ragga, e cria um pop dançável muito ao estilo dos clubs “underground” de Londres.

No sábado à noite no Teatro Tivoli BBVA, mesmo antes de Nicolas Godin. A não perder.

The Parrots

Os madrilenos The Parrots, grandes amigos das compatriotas Hinds (que passaram pelo Mexefest o ano passado) prometem tomar de assalto o palco do Atneu de Lisboa. O antigo campo de basquetebol vai-se provar pequeno para os sons alternativos do trio, que ainda sem um álbum de estúdio mas com 4 ou 5 EP’s, vem apresentar o seu mais recente trabalho “Weed for The Parrots”. Compostos por: Diego(na voz e guitarra), Larry (no baixo) e Alex (nos tambores), podem contar com imensa energia vinda de palco.

A não perder no sábado à noite no Atneu Comercial de Lisboa.

Black Out Room

Uma das principais novidades deste ano no festival é este novo espaço que dá pelo nome de Black Out Room. Segundo a organização trata-se da sala 3 do Cinema São Jorge, onde irão tocar alguns artistas com a particularidade de toda a sala estar às escuras. Até o palco. A ideia é abstrair o público da visão e por isso tornar mais apurados os outros sentidos como a audição, tornando assim uma experiência mais sensorial.

Segundo o Disco Digital: “A 27 de Novembro, Akua Naru e Castello Branco irão apresentar-se as escuras. Na noite seguinte, é a vez de Benjamin e de Bombino”.

António Almeida

Deixar uma resposta